Arquivo mensal: janeiro 2013

Linhas, agulhas, pontos e histórias!

Olá!

O Banco do Nordeste tem um programa aqui em fortaleza que se chama Percursos Urbanos. Por indicação de uma colega de trabalho, que sabe do meu gosto pelo mundo dos trabalhos manuais, eu fui com a minha mãe, claro. O tema era “Agulhas, ponto e linha”… Fofo né?

Quem nos conduziu foi a simpática Simone Barreto. A primeira parada era na casa dela, onde sua mãe nos apresentaria os bordados que faz. No caminho, Simone falou um pouco sobre a sua relação com o bordado, e que apesar de ter mãe bordadeira, nunca havia se interessado pelas linhas e agulhas, até pouco tempo. Outras mulheres que participavam dessa aventura (cerca de 30) também falaram da importância dos bordados em suas vidas e o que ele representa. No nordeste em geral, essa é uma herança passada de mãe pra filha. Tenho orgulho de ter isso na minha história também.
20130131-142805.jpg
Antes de chegar até nosso primeiro destino, Simone nos contou a história de Ariadne, que se apaixonou por Teseu e que, com a ajuda de um novelo de linha dado por sua amada, conseguiu entrar no labirinto, matar o minotauro e sair de lá vivo, livrando assim a cidade de Creta da tirania do terrível minotauro.
20130131-142657.jpg
Chegamos na casa da Simone e fomos muito bem recebidas pela mãe dela, que com carinho nos apresentou um pouco de sua arte, tanto com as linhas e agulhas.
20130131-142621.jpg
Embarcamos novamente no ônibus, e o trajeto até a segunda parada foi bem rápido. Fomos à casa de uma senhora (infelizmente não memorizei o nome dela…) que nos mostrou peças bordadas que trazem com elas muita, mas muita história. Ouvimos apenas algumas delas, claro.
20130131-142736.jpg
Mas foi muito bom ouvir histórias curiosas, como a de uma tia que desfez um noivado e, com raiva do noivo, queimou todas as peças do enxoval, com exceção de uma colcha de cama, que deu pra essa senhora. Algumas pessoas ficaram com receio que a tal colcha desse azar, mas ela não se importou. Bom, ela esta casada até hoje! 🙂
20130131-142723.jpg
Depois de ouvir essas histórias, no último trecho dessa aventura, no ônibus, a Simone nos faltou de Penélope que por vinte anos esperou a volta de seu marido Ulisses, da Guerra de Tróia.
Os anos passavam e não havia notícia de Ulisses. Assim, o pai de Penélope sugeriu que sua filha se casasse novamente. Penélope, fiel ao seu marido, recusou, dizendo que esperaria a sua volta.
20130131-142758.jpg
Porém, diante da insistência do pai, estabeleceu a condição de que o novo casamento somente aconteceria depois que terminasse de tecer um sudário para seu sogro. Assim, ela esperava adiar o evento o máximo possível. Durante o dia, aos olhos de todos, Penélope tecia, e à noite, secretamente, ela desmanchava todo o trabalho. E foi assim até uma de suas servas descobrir o ardil e contar toda a verdade.

Foi uma tarde de sábado muito gostosa! Sei que o banco do nordeste deve promover outras tardes assim… Ficarei atenta! 😉

Beijinhos!

Anúncios

Colorindo tons de cinza

Olá!

Diz desses encontrei na internet uns gráficos fofos de casais em preto e branco. Fiquei apaixonada por eles e resolvi bordá-los.
20130121-202803.jpg
A cada parte bordada eu ia me apaixonando cada vez mais pela delicadeza do grafico e da poesia que o mesmo traz consigo.
20130121-202559.jpg
Adoro trabalhos que me surpreendem a cada etapa de sua execução e os gráficos um pouco mais elaborados em ponto cruz, fazem isso. É incrível a diferença do bordado antes e depois do contorno…
20130121-202606.jpg
E como quem deixa a cereja do bolo para comer no final, deixei a flor, única parte que foje dos tons de cinza do restante do gráfico, para bordar no final. Adorei o resultado!
20130121-203232.jpg
Depois desse finalizado, resolvi que vou bordar os demais. São 4 no total!

Beijinhos!

Um amor de verdade!

Olá!

Não tem jeito! Definitivamente a minha grande paixão é o ponto cruz!

Comecei 2013 participando de mais um SAL do Forum Fazendo Arte, o Duo Couture.
20130115-145616.jpg
Fiquei encantada com as cores, que juntas dão um tom vintage ao trabalho.
Adorei esse agulheiro e essa tesoura no tubo de linha. Uma fofura!

Recebi hoje o gráfico da segunda parte! Mãos à obra!

Beijinhos!

Cheiros e sons da costura

Olá!

Sabe essa coisa de sentar à tarde com amigas queridas, tomar um suco e colocar o papo em dia…? Infelizmente não tem acontecido com a frequência que eu gostaria.

Mas um dia desses recebo um e-mail dizendo “Teu presente chegou!”. Praticamente uma convocação pra eu ir encontrar com a Simone para um suco e um bate papo gostoso! Ganhar presente já é bom, imagina ganhar presente “fora de época”! 😉
20130105-084511.jpg
E se ganhar presente é bom, imagina então ganhar um livro e ainda mais de bonecas! E de pano!!!!!!!! Lindo por demais! Para uma Bonequeira sem fronteiras convicta como eu, é inspiração pura! Um belezura!
20130105-094424.jpg
Enquanto folheávamos o livro, Simone comentou sobre uma de suas lembranças da infância, quando por várias noites fez companhia à sua mãe, já que ela preferia costurar na calma e no silêncio da noite.

Ao ouvir ela falar das suas lembranças quanto à arte da costura, veio a minha, de quando era criança e ficava a admirar a minha mãe enquanto costurava. Pra mim, cada etapa da costura tinha uma coisa que me encantava, mas o que até hoje mais me encanta são o cheiro do tecido novo e o som da tesoura apoiada na mesa, cortando o tecido. Poesia e música pura!

Inspirada por essas lembranças todas, resolvi presentear minha mãe em seu aniversário, com um tapete pra máquina de costura. Consegui fazer com a ajuda desse site indicado pela querida Andrea Cordeiro.
20130105-094207.jpg
Queria bordar alguma coisa, e escolhi umas imagens vintage com o tema costura.
20130105-094214.jpg
E sabe o que é mais gostoso nisso tudo? É ver minha sobrinha Melissa crescendo em meio aos mesmos cheiros e sons…

Beijinhos!