Arquivo mensal: novembro 2010

O tempo não pára!

>Eu e a Simone estamos trabalhando juntas em um projeto de uma colcha para os filhos dela com 0 alfabeto da Margaret Sherry. Os gráficos da Margaret Sherry são muito lindos e esse alfabeto é muito fofo. Cada letra vem com um bichinho cujo nome inicia com a letra correpondente. Até agora temos 13 terminadas! Essas são as últimas. As demais estão publicadas no linhas matizadas e no Margaret Sherry Lovers.

Beijinhos!

Anúncios

Cada um tem sua dona!

>Sempre que inicio um trabalho em ponto cruz ele já tem um destino. Deixa eu me explicar melhor: quando começo um trabalho é porque quero bordar algo pra uma pessoa específica. Por exemplo: sempre que uma de minhas amigas fica grávida, eu bordo uma toalha com capuz para dar de presente pro bebê.

Esse ano, decidi fazer biscornus para dar de presente de natal para as minhas tias. Imprimi todos os gráficos que gostei e selecionei alguns. Aos poucos fui decidindo as cores que achei que ficariam legais pra cada gráfico. Comecei a bordar, mas não sabia pra quem iria presentear cada um dos biscornus. Depois que terminei o terceiro, percebi que cada um deles se “parece” com uma de minhas tias. Ou seja, cada um encontrou sua dona, naturalmente!

Abaixo as fotos de mais dois biscornus com o bordado finalizado.

Beiijinhos!

 

Nesse usei a 128, 158, 978 e 979 da anchor.
E nesse a 883, 945 e 969 também da anchor.

É um mundo!!!

>Uma das lembranças da minha infância é ver minha mãe envolta à arte dos trabalhos manuais. Crochet, bordados, pintura em tecido, velas, pachwork… ela sempre esteve fazendo algo. Minha mãe herdou esse gosto de minha avó, e não tenho dúvida de que a vovó herdou o gosto pelos trabalhos manuais de minha bisavó e assim por diante… Como não podia deixar de ser, eu e minha irmã aprendemos com a mamãe a fazer crochet e a bordar. Desde então, sempre fazemos “alguma coisa”. Às vezes passamos um tempo sem fazer algum trabalho, mas aí vem um comichão… é incrível como nossas mãos pedem por linhas e agulhas! 🙂

Mesmo com tanto tempo “sabendo” bordar eu não tinha idéia do mundo que é essa coisa de trabalhos manuais. Pra mim, só essas mulheres que conheço faziam essas coisas. Aliás, a maioria delas. Minhas tias e primas-tias, quase todas bordam, pintam ou costuram. Mas eu não tinha idéia de que mulheres no mundo inteiro fazem isso há séculos!

Desde que eu e minha amiga Simone nos descobrimos no gosto pela arte dos bordados e afins, trocamos algumas informações e descobertas. Ela, como não podia deixar de ser, foi à busca da história do bordado. Nessas andanças em busca de entender esse mundo, cada uma descobriu coisas que não tínhamos idéia que existiam! Entre tantas coisas, descobrimos os biscornus. São alfineteiros, também tem seu mundo. Buscando pela internet descobri o porque desse nome no Falando com meus botões e aprendi a fazê-los no Banana Craft. Entre os meus trabalhos em produção, está uma série de biscornus para presentear no Natal.

Esse é o primeiro, que tá quase terminado!

Beijinhos!

Streando!

>Tentei resistir, mas não consegui… Com todos os pedidos da minha amiga Simone pra escrever um post para o linhas matizadas, resolvi começar um blog pra postar meus trabalhos e coisas afins. Aos que acreditam em sinais ou coisas do tipo, a palavra que o google usou pra eu criar meu blog (aquelas meio sem sentido que a gente tem que digitar pra autenticação , sabe?) foi “strear”. Portanto, estou streando meu blog! 🙂
Confesso que é meio estranho… Não sei bem o que escrever e muito menos como escrever… Me questiono como pode interessar a alguém no mundo da internet o que se passa comigo? Mas enfim… Da mesma forma que sigo alguns blogs de pessoas das quais gosto de acompanhar, talvez alguém também apareça por aqui de vez em quando, né? Então cá estou, cedendo aos encantos do mundo dos blogs! 🙂

Pra começar, mostro pra vocês como está a bailarina que estou bordando pra minha sobrinha que chega em abril de 2011.
Beijos!